Publicidade em trabalhos de impressão tem como “Exibir” ser claramente indicados, “patrocinado por” não é suficiente.

A, nomeadamente, a Lei da Concorrência Eu responsável. Zivilsenat des Bundesgerichtshofs hat heute entschieden, que uma imprensa a realizar um de uma empresa pagou artigo editorial em um jornal claramente com o termo “Exibir” marca deve.

O requerente é o “Stuttgart semanal” fora. O réu é um editor de publicidade gratuita circular “BOA NOTÍCIA”. Tem publicado na edição de junho 2009 duas contribuições, para os quais tinham recebido dos patrocinadores para uma taxa. Isto teve o réu com o aviso “patrocinado por” feito e indicação graficamente destacada da empresa de publicidade indicada.

A recorrente entende, dieses Verhalten verstoße gegen § 4 Não.. 11 UWG em conjunto com § 10 Landespressegesetz Baden-Württemberg (LPresseG BW)*, porque as publicações não foram suficientemente rotulado como um anúncio. Ele assumiu, assim, o demandado a cessar e desistir.

O tribunal distrital condenou o requerente requerido, em conformidade com. O apelo é dirigido contra eles ficaram sem sucesso. O Bundesgerichtshof submeteu a questão ao Tribunal de Justiça da União Europeia, ob die Vorschrift des § 10 LPresseG BW, que também serve para proteger a independência da imprensa, além da protecção dos consumidores e, em certa medida requisitos mais rigorosos sobre a identificação da publicidade editorial como a Directiva 2005/29/CE relativa às práticas comerciais desleais, é consistente com a presente directiva. O Tribunal de Justiça da União Europeia decidiu esta, que não está aberto para o presente caso, a constelação do âmbito da directiva relativa às práticas comerciais desleais.

A Justiça Federal negou provimento ao recurso pelo Apelado, confirmando o pronunciado pelos tribunais proibir. De acordo com as conclusões do tribunal o réu tinha recebido uma taxa para a publicação dos dois editorial colocar mensagens. § 10 O LPresseG BW não requerem, que a taxa tenha sido paga por um determinado conteúdo da publicação ou por produtos pré-estabelecidos. Depende apenas de, que o editor de um trabalho periódico recebeu remuneração por uma publicação.

A ordem rigorosa da identificação dos anúncios é violado, quando o conceito preciso de “Exibir” é evitado e, em vez optou por um conceito difuso. A identificação das mensagens com as palavras “patrocinado por” Por conseguinte, não é suficiente para esclarecer a natureza das publicações de exibição.

Acórdão 6. Fevereiro 2014 ­ I ZR 2/11 ­ GOOD NEWS II

LG Stuttgart – Acórdão 27. Mais 2010 ­ 35 O 80/09 KFH

OLG Stuttgart – Acórdão 15. Dezembro 2010 ­ 4 Você 112/10

juris

BGH, Decisão do 19. Julho 2012 ­ I ZR 2/11, Trigo 2012, 1056 = WRP 2012, 1219 ­ GOOD NEWS I

TJCE, Acórdão 17. Outubro 2013 ­ C­391/12, Trigo 2013, 1245 = WRP 2013, 1575

* § 10 LPresseG BW lautet:

Se o editor de um trabalho periódico ou a pessoa responsável (§ 8 Abs. 2 Sentença 4) receber uma comissão para publicação, necessário ou posso prometer, ele tem essa publicação, na medida em que não é geralmente visto como já indicado pela organização e design, claramente com a palavra “Exibir” para designar.

Aqueles: BGH

Bitte bewerten

Para mais informações: